A gigante de fundos mútuos Vanguard fez parceria com a Symbiont, startup de blockchain apoiada pela Nasdaq Ventures, para desenvolver uma plataforma de negociação para o mercado de moedas no valor de US$ 6 trilhões, disseram as empresas.

Menor custo e maior eficiência

Com a nova plataforma, a Vanguard, que gerencia US$ 5,2 trilhões, tem como objetivo reduzir os custos de transação para os trilhões de dólares em moedas negociados anualmente, aumentando as negociações ponto a ponto para investidores, conectando-os diretamente por meio da tecnologia blockchain.

De acordo com Mark Smith, CEO da Symbiont, a empresa se uniu à Vanguard para construir a plataforma de moeda, confirmando um relatório da Bloomberg que citou uma fonte anônima.

A plataforma está em operação há dois meses e concluiu seus primeiros negócios durante o período, de acordo com o relatório.

“Atualmente, a Vanguard está pilotando um projeto focado em melhorar a eficiência e reduzir o risco de cobertura cambial”. Acrescentou Smith.

A nova plataforma faz parte do compromisso do gestor do fundo de reduzir o custo de investimento para todos os investidores, disse o porta-voz. Nenhuma das empresas forneceria mais detalhes sobre o piloto.

Histórico de pioneirismo

O projeto, se bem-sucedido, seria outro marco importante para Wall Street, cortesia da Vanguard, que criou o primeiro fundo de índice em 1975.

A Symbiont, com sede em Nova York, trabalhou com a Vanguard em projetos relacionados aos seus fundos de índice antes da plataforma de negociação de moedas, ajudando o gestor do fundo em 2017 a otimizar seu processo de coleta de dados dos fundos de índice com sua tecnologia de contrato inteligente patenteada.

Foco no desenvolvimento e em novas soluções

A empresa de blockchain está focada em sua plataforma de contratos inteligentes para aplicativos institucionais de sua plataforma de blockchain Symbiont Assembly para ajudar a construir redes onde várias entidades independentes podem compartilhar dados e lógica em tempo real.

A startup divulgou que foi uma das mais bem-sucedidas entre seus pares no espaço de blockchain corporativo quando comparada às variantes Hyperledger, R3, Digital Asset e ethereum.

“Arrisco dizer que somos a única solução empresarial de blockchain. Os outros não são realmente blockchains, têm deficiências de privacidade e segurança ou não produziram nada além de idéias” argumentou.

A Symbiont concluiu projetos de blockchain para outros casos de uso e parceiros, incluindo tornar o mercado de hipotecas transparente e mais eficiente com a lenda de Wall Street Lewis Ranieri e otimizar o mercado de empréstimos sindicalizados com a plataforma Synaps da Ipreo.

Atraindo investimentos

Em janeiro, a Symbiont levantou uma rodada de financiamento da Série B de US$ 20 milhões liderada pela Nasdaq Ventures, com outros investidores na rodada, incluindo Galaxy Digital, Citi e Raptor Group.

Como parte do investimento da Série B, a Nasdaq Financial Framework, uma empresa de software de propriedade da bolsa, decidiu integrar a plataforma de contratos inteligentes do Symbiont Assembly para explorar novas iniciativas que envolvem tokenização.

A Symbiont, fundada em 2013, arrecadou US$ 15,4 milhões combinados de uma rodada de sementes em 2014 e da Série A em 2017. Os investidores anteriores incluem o braço de blockchain da gigante do varejo Overstock e uma empresa chinesa de software Hundsun Technologies, apoiada pelo CEO do Alibaba, Jack Ma.