O segundo maior banco dos EUA, testou silenciosamente a tecnologia de contabilidade distribuída da Ripple e pode estar planejando fazer mais com ela.

Como se sabe, o Bank of America é membro do grupo diretor que aconselha sobre regras e padrões para a Ripplenet, a rede de instituições financeiras que usam produtos Ripple.

Mas as notícias do piloto são a indicação mais forte de que o relacionamento do banco com a startup vai além do aconselhamento amigável.

Isso seria um ponto de partida para o banco, cuja diretora de tecnologia, Cathy Bessant, disse que é iniciante na tecnologia e que o portfólio de patentes de blockchain do Banco (maior do de qualquer instituição financeira) existe apenas para que ele possa se transformar rapidamente em blockchain se necessário.

Mais um sinal de que a entidades está esquentando para o setor é um trabalho que o banco divulgou no início deste mês, para um gerente de produto que lideraria a equipe em um “projeto Ripple “.

O projeto foi descrito como “uma solução baseada em tecnologia de contabilidade descentralizada para pagamentos transfronteiriços comercializados para clientes GTS”.