O despertar no interesse em uma moeda sólida está voltando à tona. Depois de uma década de impressão de dinheiro na economia, através do quantitative easing, o banco central da Holanda sugere que o ouro pode se tornar a base para um reinício econômico, do zero, conforme consta em artigo em seu site.

Os comentários chegam após a decisão do Federal Reserve de abaixar sua taxa de juros a 2,25%, além da crescente demanda pelo mercado por ouro e bitcoin em 2019.

Em suma, é uma notícia positiva tanto para o ouro quanto para o bitcoin, já que o criptoativo vem sendo considerado por grandes players do mercado uma espécie de ouro digital, diante das inúmeras vantagens da criptomoeda frente ao ouro.